Arquivo da tag: tutorial

excluindo itens do menu xfce

hoje instalei um software com o wine e após testa-lo desinstalei. o problema foi que os atalhos permaneceram no menu outros do xfce =/

a solução foi apagar os arquivos do programa em ~/.locale/share/applications/wine/ e em  ~/.config/menus/applications-merged/

fonte

habilitando usb no virtualbox – slackware 12.2

quando fui testar o modem 3g no windows (virtualizado no slack) precisei habilitar a usb no virtualbox.

1. descobrir o código do grupo plugdev:

$ cat /etc/group | grep plugdev:

o resultado será uma linha assim:

plugdev:x:83:root,seucolega

seu usuário deve estar no grupo plugdev

2. adicionar o ponto de montagem usb no fstab, com permissão de root:

# nano /etc/fstab

adicionar a linha abaixo substituindo o devgid pelo código do grupo plugdev:

none /proc/bus/usb usbfs devmode=664,devgid=83 0 0

man page em pt_br no slackware 12.2

estava estudando o curso de slack com celinha, entre uma coisa e outra precisamos do “man <nao lembro o comando>”, veio tudo em inglês. ai ela lembrou que já tinha traduzido o man no ubuntu =]

após pesquisar descobrimos #comofaz:

1. baixar e descompactar os arquivo da ldp-br (linux documentation project):

$ wget -c http://br.tldp.org/projetos/man/arquivos/man-todas.tgz
$ tar xvf man-todas.tgz

2. copiar os arquivos para a pasta man do sistema. optei por preservar as pastas existentes (aqui existia os man’s 1, 5, 6, 7 e 8) copiando uma-a-uma com o parâmetro “-n”. ficou assim:

# cp -rn arquivos/man1/* /usr/man/pt_BR/man1
# cp -r arquivos/man2 /usr/man/pt_BR/
# cp -r arquivos/man3 /usr/man/pt_BR/
# cp -r arquivos/man4 /usr/man/pt_BR/
# cp -rn arquivos/man5/* /usr/man/pt_BR/man5
# cp -rn arquivos/man6/* /usr/man/pt_BR/man6
# cp -rn arquivos/man7/* /usr/man/pt_BR/man7
# cp -rn arquivos/man8/* /usr/man/pt_BR/man8

pronto, man traduzido =p

celinha tambem fez um post sobre. aproveitei e catei a parte frescurinha do dia:

quem quiser ler manuais de maneira mais agradável, pode usar o most, um pager similar ao comando less e more, mas possui recursos como cores e suporte a múltiplas janelas.

certifique-se de que o most já está instalado no seu sistema através do slackpkg search most. em seguida, abra o arquivo man.conf (/usr/lib/man.conf) e edite as seguintes linhas deixando-as assim:

PAGER /usr/bin/most -s
BROWSER /usr/bin/most -s

salve o arquivo, feche e aproveite!

jre (java runtime environment) no slackware 12.2

o jre (java runtime environment) é um ambiente de tempo de execução java utilizado para executar as aplicações da plataforma java. é composto por bibliotecas (api’s) e pela máquina virtual java (jvm).

atenção, leia todo o post antes de comecar a instalar, ou simplesmente dê uma olhada no final =p

vamos a instalação:

1. baixar o arquivo de instalação (dependerá da arquitetura do seu processador) na pasta /opt/:

2. dar permissão de execução ao arquivo baixado e executa-lo:

# chmod a+x jre-6u13-linux-i586.bin
# ./jre-6u13-linux-i586.bin

será exibido um contrato de licença. pressione a barra de espaço para pular de página e escreva “yes” no fim da licença.

3. descobrir a pasta de instalação do firefox:

$ whereis firefox

4. criar um linque simbólico do java plug-in para a pasta de plug-ins do firefox:

# ln -s /opt/jre1.6.0_13/plugin/i386/ns7/libjavaplugin_oji.so /usr/local/lib/firefox/plugins/

5. apagar o arquivo de instalação (opcional)

# rm jre-6u13-linux-i586.bin

pronto, agora está tudo certinho e instalado. mas uma pessoinha muito porã e katupyry (vai catar no dicionário) desconstruiu tudo que fiz dizendo: “isso ai num já ta instalado não?”. bingo! ja estava instalado po.. so faltou o linque simbólico pro firefox =p

tá aí:

ln -fs /usr/lib/jre1.6.0_13/plugin/i386/ns7/libjavaplugin_oji.so /usr/local/lib/firefox/plugins/

para conferir se tudo deu certo é só abrir o firefox e digitar about:plugins na barra de endereços.

fontes:

http://elidianemf.blogspot.com/

http://www.java.com/pt_BR/

http://pt.wikipedia.org/wiki/JRE

instalação do lazarus 0.9.26.2 no slackware 12.2

instelei o lazarus! agora vou começar a brincar com ele! a instalação não foi muito tranquila não, vamos la.

1. baixar os rpm’s para instalação (é recomendado criar uma pasta para baixar os arquivos):

$ mkdir lazarus
$ cd lazarus
$ wget http://ufpr.dl.sourceforge.net/sourceforge/lazarus/fpc-2.2.2-0.i386.rpm
$ wget http://ufpr.dl.sourceforge.net/sourceforge/lazarus/fpc_crosswin32-2.2.2-081004.i386.rpm
$ wget http://ufpr.dl.sourceforge.net/sourceforge/lazarus/fpc-docs-2.2.2-0.i386.rpm
$ wget http://ufpr.dl.sourceforge.net/sourceforge/lazarus/fpc-src-2.2.2-081004.i386.rpm
$ wget http://ufpr.dl.sourceforge.net/sourceforge/lazarus/lazarus-0.9.26.2-0.i386.rpm

2. o lazarus precisa do gtk-pixbuf, encontrei no site italiano slacky.eu:

$ wget http://repository.slacky.eu/slackware-12.2/libraries/gdk-pixbuf/0.22.0/gdk-pixbuf-0.22.0-i486-3sl.tgz
# installpkg gdk-pixbuf-0.22.0-i486-3sl.tgz

3. converter os arquivos .rpm para .tgz:

$ rpm2tgz *.rpm

4. instalar os arquivos .tgz:

$ installpkg *.tgz

5. criar o arquivo de configuração:

# /usr/lib/fpc/versão/samplecfg /usr/lib/fpc/versão /etc

fontes:

viva o linux

slackware brasil

monitorando a bateria do lap no slackware 12.2

tudo começou terminou quando alguem (né celinha?) disse que minha bateria estava perto de acabar. dito e feito, o lap apagou..

assim que cheguei em casa fui pesquisar, achei um plugin para o xfce no slackbuilds, segue a instalação:

1. baixar o pacote slackbuild:

$ wget http://slackbuilds.org/slackbuilds/12.2/desktop/xfce4-battery-plugin.tar.gz

2. descompacta-lo:

$ tar xvf xfce4-battery-plugin.tar.gz

3. entrar na pasta criada pela descompactacao do arquivo slackbuild:

$ cd xfce4-battery-plugin

4. baixar os fontes do plugin:

$ wget http://goodies.xfce.org/releases/xfce4-battery-plugin/xfce4-battery-plugin-0.5.1.tar.bz2

5. executar o script do slackbuild (como root):

# ./xfce4-battery-plugin.SlackBuild

(será gerado um arquivo .tgz na pasta /tmp)

6. instalar o pacote .tgz:

# installpkg /tmp/xfce4-battery-plugin-0.5.1-i486-1_SBo.tgz

(agora você pode excluir o .tgz que está na pasta /tmp ou movê-lo para onde quiser)

7. clique com o botão direito na barra do xfce e escolha “adicionar novo item”, aparecerá na lista a opção “monitor da bateria”.

monitorbateria

wvdial sem precisar logar como root – slackware 12.2

para fazermos o wvdial ou o gnome-ppp funcionar sem precisar logar como root é necessário usar alguns chmod‘s.

1. adicionar seu nome de usuario ao grupo uucp:

com  o comando adduser:

# adduser seu_usuario uucp

ou

editando o arquivo /etc/group:

# nano /etc/group

procure (com ctrl + w) por uucp e escreva “,seu_usuario” (sem as aspas) no final da linha, ficará assim:

uucp:x:14:uucp,seu_usuario

2. permitir a escrita nos arquivos de configuração da conexão ppp:

# chmod go+rw /etc/ppp/chap-secrets
# chmod go+rw /etc/ppp/pap-secrets

3. dar permissão de execução com privilégios de root (setuid) ao pppd:

# chmod +s /usr/sbin/pppd

4. agora podemos conectar sem usar o su:

$ wvdial